História

A Arquivo iniciou atividade como livraria tradicional, no início da década de 80. No formato atual, a livraria saiu do coração e mente da livreira Alexandra Vieira que, em 2000, associou à venda do livro um espaço de produção e fruição cultural. Fruto do trabalho de duas gerações da família Vieira, a Arquivo é hoje uma referência nas livrarias independentes portuguesas e um ícone das letras, da cultura e da cidadania ímpar na região de Leiria.

No espaço encontram-se a visão e a alma do empresário José Ribeiro Vieira, pai de Alexandra, que ali passava momentos infindáveis em tertúlia com amigos ou, sozinho, apenas rodeado dos livros de que tanto gostava. Quem o conhecia, sabia que ali facilmente o poderia encontrar. “Quero passar esse grande amor do meu pai pela Arquivo... Numa livraria há uma espécie de paz que não se sente em mais nenhum sítio.”

Filosofia

Quem visita a Livraria Arquivo, procura livros, jornais, revistas e artigos de papelaria, mas também o atendimento personalizado num ambiente especial, onde não faltam dois espaços de cafetaria e uma esplanada para beber um café ou saborear uma refeição ligeira.

A Arquivo é um espaço culturalmente dinâmico, onde acontecem tertúlias, apresentações de livros e conversas com autores, sem esquecer o Clube de Leitura que, mensalmente, junta amantes de literatura para trocarem ideias sobre obras selecionadas.

Mas nem só de livros e de literatura vive a Arquivo, afirmando-se cada vez mais como um espaço culturalmente e civicamente transversal. Exposições, workshops e oficinas criativas, concertos e apresentações de dança ou de performance são frequentes, rompendo momentaneamente com a serenidade que caracteriza o espaço.

Cafetaria

A Cafetaria ocupa duas áreas distintas, quer em espaço, quer em ambiente: no rés-do-chão o clássico ambiente de café, na mezzanine um espaço lounge, ideal para uma refeição mais tranquila ou uma bebida ao final de tarde. Em ambos poderá simplesmente tomar um café, lanchar ou até almoçar, escolhendo um dos deliciosos menus literários, acompanhados por um copo de vinho, uma cerveja artesanal ou um dos sumos naturais que diariamente surpreendem pela original conjugação de sabores.

A ementa da Arquivo é bastante cuidada, desde a qualidade e a origem dos produtos, até à conceção dos pratos, onde a criatividade e a alusão ao mundo literário não foram esquecidas. A terminar a refeição, ou nos momentos em que o corpo pede algo especial, a opção é pelos bolos caseiros, servidos à fatia, de sabor e aspeto de fazer perder a cabeça. Do pequeno-almoço ao aperitivo de final de tarde, almoço, lanche ou ao brunch do fim-de-semana, a cafetaria da Arquivo é uma ótima solução para quem quer saciar o estômago ao mesmo tempo que sacia a alma.